Desvendando mitos (ou não)

Home / Posts / Desvendando mitos (ou não)
Desvendando mitos (ou não)

Um emagrece, outro idem

Fazer um esforço para chegar a um peso saudável também pode beneficiar sua cara-metade, como indica um estudo americano recente que acompanhou 130 casais durante seis meses. Uma pessoa de cada casal tentou ativamente emagrecer. Os cônjuges não fizeram nenhum esforço intencional, mas mesmo assim apresentaram probabilidade de 1 em 3 de perder 3% ou mais de massa corporal – uma mudança modesta, mas significativa. O principal autor do artigo diz que é um “efeito em cascata de emagrecimento” e explica que tendemos a adquirir os hábitos de vida do cônjuge.

Leites vegetais não são iguais

O leite de vaca é nutritivo para os que conseguem digeri-lo direito, mas cerca de 65% dos adultos do mundo não conseguem. Entram em cena os leites de vegetais, cada variedade com seus prós e contras. Cientistas da Universidade McGill, em Montreal, no Canadá, compararam as versões não adoçadas de leites de soja, amêndoa, coco e arroz e concluíram que o leite de soja tem o valor nutritivo mais alto. Além da mistura equilibrada de três macronutrientes – carboidratos, proteínas e gorduras -, a soja contém isoflavona, que ajudam a prevenir cânceres de base hormonal por se ligarem aos receptores de estrogênio.

Ervas medicinais e remédios

Só porque um produto é “natural” não quer dizer que seja seguro, foi o que constatou uma revisão publicada em janeiro na revista British Journal of Clinical Pharmacology. Os pesquisadores estudaram a literatura médica produzida a partir de 2001 e encontraram 44 incidentes de interações prejudiciais entre medicamentos e ervas, resultando em problemas como hemorragias e lesões no fígado e no rim. Um homem se afogou porque um suplemento de ginkgo inibiu seu anticonvulsivante. É importante consultar ao médico TUDO que você estiver tomando.